Leonardo Brito

TOXINA BOTULÍNICA

Idade, hereditariedade, exposição ao sol, poluição, má alimentação e estresse são alguns facilitadores para a aceleração do envelhecimento. Isso sem contar com a própria atividade muscular facial, que forma linhas de expressão e rugas. Há muitos anos, a toxina botulínica é utilizada pela medicina para minimizar os efeitos do tempo e da contração muscular, que gera as rugas.

Resumo Toxina Botulínica

Alterações corporais: Paralisação da contração muscular para suavizar as rugas
Duração: 15 minutos
Anestesia: Pomadas anestésicas
Uso de dreno: Não
Tempo de internamento: Não há
Dirigir: Não há restrições
Cicatrizes: Não
Drenagens: Não
Observação: Resultado se evidencia após 6 dias

Indicações

Rugas resultantes dos movimentos repetitivos da face encontram no tratamento com a toxina botulínica um forte adversário. A sua aplicação é indicada para rugas frontais, rugas entre as sobrancelhas e pés de galinha. Outras áreas também se beneficiam, porém com menos eficácia.

PROCEDIMENTO

Uma seringa injeta a toxina botulínica na região periocular e frontoglabelar com doses de 10 a 20 unidades por área. Pequenos edemas se formam na hora da aplicação, o que exige alguns cuidados nas primeiras horas.

RESULTADOS

A depender da dosagem aplicada, o seu efeito pode durar de 4 a 6 meses após a aplicação. Quando administradas em doses terapêuticas, o efeito é progressivo e, apenas, nas áreas tratadas.

CONTRAINDICAÇÕES

Hipersensibilidade a algum componente da fórmula (albumina e a própria toxina)
Pacientes com intolerância a agulhas
Mulheres grávidas ou amamentando
Pacientes usando aminoglicosídeos (antibiótico)
Pacientes com reações inflamatórias ou infecções nas regiões a serem tratadas
Pacientes com rugas puramente devido à ação contínua do sol