Leonardo Brito

OTOPLASTIA

Comumente conhecida como orelha de abano, essa deformidade causa inúmeros constrangimentos, principalmente na infância. Mas a recomendação é que se espere, antes de qualquer intervenção, a formação definitiva da orelha, que acontece por volta dos 6 anos. De toda forma, esse é um procedimento que precisa ser avaliado e planejado pelo cirurgião.

Resumo Otoplastia

Alterações corporais: Adequação de abertura e forma
Duração: 1 hora e meia
Anestesia: Local com sedação ou geral
Uso de dreno: Não
Tempo de internamento: 1 dia ou day clinic
Dirigir: Após 2 dias
Cicatrizes: 3 cm, escondidas atrás da orelha
Drenagens: Não
Observação: É necessário o uso de faixa protetora por 1 semana

Indicações

Tanto em crianças, com idade mínima de 6 anos, quanto em adultos, a otoplastia busca redesenhar a abertura das orelhas, deixando suas curvas mais próximas da cabeça. As consultas avaliam o quadro de cada caso, grau de proeminência, alterações das cartilagens e testemunhos dos pacientes, levando em consideração os seus desejos.

PROCEDIMENTO CIRÚRGICO

De uma maneira geral, a cirurgia dura cerca de 1 a 2 horas, com anestesia local e sedação (a não ser em crianças, que a indicação é de anestesia geral). No caso dos adultos, o procedimento precisa ser mais intensivo, aplicando técnicas como a de enfraquecimento e até resseções de cartilagens.

PÓS-OPERATÓRIO

O repouso dura de 2 a 3 dias, mantendo a cabeça sempre elevada. O curativo é retirado após 1 a 3 dias, embora a faixa elástica por cima da orelha seja necessária por 1 a 2 semanas. Como o inchaço na região operada permanece, a reabsorção completa e um quadro mais próximo do final se dão após 1 a 2 meses. Atividades físicas são liberadas após 3 a 4 semanas, com exceção daquelas em que podem ocorrer risco de traumatismo.